sábado, 31 de outubro de 2009

Feliz dia das Bruxas

A palavra Halloween tem origem na Igreja católica. Vem de uma corrupção contraída do dia 1 de novembro, "Todo o Dia de Buracos" (ou "Todo o Dia de Santos"), é um dia católico de observância em honra de santos. Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente se concluía em 31 de outubro, o Ano Novo Céltico. O feriado era Samhain (é uma das datas mais importantes do calendário pagão e marca duas coisas essenciais: o ano novo Celta e a festa dos mortos. Por toda a Grã-bretanha pagã esta data tem sido celebrada durante séculos. Acredita-se que na noite de 31 de Outubro para 1 de Novembro a divisão entre o mundo dos vivos e dos mortos é mais ténue, e é possível estabelecer contacto entre uns e outros. É o dia de lembrar os nossos mortos queridos, e o único dia do ano em que os espíritos daqueles que partiram poderiam voltar à terra e confraternizar com os vivos. É um dia de reflexão sobre a mortalidade e ao mesmo tempo de perceber que tudo na vida é efémero e passageiro). Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra hallowinas - nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).

O Halloween marca o fim oficial do verão e o início do ano-novo. Celebra também o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o início do período de
retorno dos rebanhos do pasto e a renovação de suas leis. Era uma festa com vários nomes: Samhain (fim de verão), Samhein, La Samon, ou ainda, Festa do Sol. Mas o que ficou mesmo foi o escocês Hallowe'en.

Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte. Os celtas acreditaram em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com o dos vivos.
Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir, (Panati).

Os Romanos adotaram as práticas célticas, mas no primeiro século depois de Cristo, eles as abandonaram.
O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, por imigrantes irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava e passa ser conhecido como o Dia das Bruxas.

A Lenda da abóbora usada no Halloween:
A história conta que um homem chamado Jack morreu e foi proibido de entrar no Paraíso por ter sido muito avaro enquanto vivo. Quando chegou ao inferno, decidiu pregar uma brincadeira no diabo e desenhou uma cruz no tronco de uma árvore. Aprisionado dentro da árvore, o diabo teve que jurar que não iria mais tentar Jack. Feita a promessa, ele fechou as portas do inferno, condenando o moço a vagar pelo mundo até o juízo final. Jack pediu um pouco de fogo para iluminar a escuridão, mas só recebeu um pedaço de carvão em brasa. Decidiu colocá-lo dentro de um nabo para que não se apagasse e então surgiu a lenda do Jack o´lantern (Jack da lanterna). Os irlandeses costumavam acender velas dentro desse vegetal durante as festas do Dia-das-Bruxas. Quando foram aos Estados Unidos, no entanto, tiveram dificuldades para encontrar o nabo e o substituíram por abóboras, mais abundantes na região.



A Lenda dos "Doces ou Travessuras"

A brincadeira de "doces ou travessuras" é originária de um costume europeu do século IX, chamado de "souling" (almejar). No dia 2 de novembro, Dia de Todas as Almas, os cristãos iam de vila em vila pedindo "soul cakes" (bolos de alma), que eram feitos de pequenos quadrados de pão com groselha.
Para cada bolo que ganhasse, a pessoa deveria fazer uma oração por um parente morto do doador. Acreditava-se que as almas permaneciam no limbo por um certo tempo após sua morte e que as orações ajudavam-na a ir para o céu.

Alguns significados simbólicos:
Abóbora
: simboliza a fertilidade e a sabedoria
A Vela: indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.
O Caldeirão: fazia parte da cultura - como mandaria a tradição. Dentro dele, os convidados devem atirar moedas e mensagens escritas com pedidos dirigidos aos espíritos.
A Vassoura: simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da eletricidade negativa. Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.
As Moedas: devem ser recolhidas no final da festa para serem doadas aos necessitados.
A Aranha: simboliza o destino e o fio que tecem suas teias, o meio, o suporte para seguir em frente.
O Morcego: simbolizam a clarividência, pois que vêem além das formas e das aparências, sem necessidades da visão ocular. Captam os campos magnéticos pela força da própria energia e sensibilidade.
O Sapo: está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.
O Gato Preto: símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Unirverso.



Cores:
Laranja - cor da vitalidade e da energia que gera força. Os druidas acreditavam que nesta noite, passagem para o Ano Novo, espíritos de outros planos se aproximavam dos vivos para vampirizar a energia vital encontrada na cor laranja.
Preto - cor sacerdotal das vestes de muitos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes em geral. Cor do mestre.
Roxo - cor da magia ritualística.

Doçuras ou Travessuras???

10 comentários:

albana disse...

olá Monica

gostei de ler...umas já sabia, outras fiquei a saber...
dizem que estes dias servem para obrigar as pessoas ao consumismo, concordo...
mas também acho que estes dias servem para as pessoas se divertirem e quebrarem a rotina do dia a dia!

bjinhos grandes
albana

Kok disse...

De todos os artefactos que mencionas o que sempre me atraiu mais foi a vassoura!
Não tanto por simbolizar o poder feminino mas porque permitia voar; de tal modo que cheguei a pensar seriamente em ser bruxo!
Foi uma grande desilusão que tive quando me disseram que só a bruxAs é que podiam montar as vassouras.
(Até onde chega a discriminação...)
Só passados alguns anos é que percebi ter sido enganado por quem tal me disse; mas isto foi só depois de ver os filmes do Harry Porter... (eheheheheh)

Beijokassss e gargalhadas

§-fazes favor de abolir o tratar por você! Isso não tem jeito algum.

mariabesuga disse...

Bom... nunca me lembraria de fazer uma pesquisa a respeito deste assunto mas olha só a informação interessante que daí resulta.

Interessante principalmente porque põe as coisas num plano diferente daquele a que estamos habituados instintivamente. A tendência é para achar tudo muito negativo. Aliás... bruxas, gatos pretos... tudo tendencialmente negativo.

Mas... afinal, nem tão negativo assim. Gostei do simbolismo do gato preto e da vassoura. Aliás, de quase todas as referências porque quase todas me fascinaram pela "novidade".

Sabes que no que respeita às cores, gosto de laranja. É das cores que mais gosto. Não para me vestir mas para o ambiente que me rodeia. As coisas da casa...
Já para roupa por exemplo gosto do roxo e preto também. Houve uma fase da minha vida em que até dizia que se escolhesse uma cor para usar sempre seria preto. Ainda bem que isso me passou se bem que continue a ter tendência para o preto. Mas já sinto necessidade de cores claras, de luz. Enfim... cores mais positivas e/ou calmas.

... e olha, já que fizeste a doçura de postares esta informação toda, desculpa mas eu acabei fazendo a travessura de fazer um comentário deste tamanho.

Um beijinho luminoso para ti que desejo cheia de força nos teus dias todos.

Sabes, tenho uma filha mais ou menos da tua idade. E, 20 anos depois, um menino que tem agora 8 anos. Ele queria era comentar aqui. Mostrei-lhe o post ontem à noite e ficou encantado com a abóbora com luz e as velas... crianças!!!.

Manuela disse...

.................█████
     ██▒▒▒██
    █▒▒▒▒▒▒██
    █▒▒▒▒▒▒▒██
   ██▒▒▒▓▓▓▒▒██  █
   █▒▒▒▓▓▓▓▒▒▒█   █
  ██▒▒▒▓▓▓▓▓▒▒█   █
  █▒▒▒▓▓▓▓▓▓▒▒█   █
  █▒▒▒▓▓▓▓▓▓▒▒█ ████████
  ██▒▒▓▓▓▓▓▓▒▒█ █████  █
   █▒▒▒▓▓▓▓▒▒▒██████
   ██▒▒▒▓▓▒▒▒█████████████████___Dizem
  ████▒▒▒▒▒▒██████▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒███___que
 ██▒▒██▒▒▒▒██████▒▒▒▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒▒██___a borboleta
██▒▒▒▒██▒▒██████▒▒▒▓▓▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒██__traz
█▒▒▒▒▒▒████████▒▒▒▓▓▓▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒█___a Felicidade...
█▒▒▒▒▒▒▒▒█████▒▒▒▓▓▓▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒██
██▒▒▒▒▒▒█████▒▒▒▒▓▓▓▓▓▓▓▓▒▒▒███___então
 ██▒▒▒▒▒███▒██▒▒▒▒▓▓▓▓▓▒▒▒▒██___resolvi
  ███████▒▒▒▒██▒▒▒▒▒▒▒▒▒████___passar
      █▒▒▒▒▒▒▒██████████___e deixar uma...
      ██▒▒▒▒▒▒▒██_____para que
       ██▒▒▒▒▒▒██_____a Felicidade
        ██▒▒▒▒██____esteja sempre
         █████___com VOCÊ

Tenha uma ótima semana beijos.

Eduardo Jorge disse...

Espero que estejas bem Mónica!

O Cristianismo soube muito bem aproveitar estes rituais pagãs...

Deixei-te um desafio no meu blogue.

Beijo e cuida-te.

Podias me mandar teu mail para:

tetraplegicos@gmail.com ?

Lilá(s) disse...

Grande e completo texto Mónica! sempre aprendi alguma coisa.
Um beijinho grande para ti.

Lilá(s) disse...

Belo artigo Mónica...fico-me pela doçura claro nada de travessura...
Bjs

Dulce disse...

Olá Mónica. Está tudo bem contigo minha linda? Sinto-te caladinha...
Um beijinho do coração.

Juba disse...

minha querida menina. Vivemos no País das Bruxas.

Aconselho-te, como Sportinguista a visitar o blogue "Garras de Leão"
http://garrasdeleãoblogspot.com/.

Esperemos que melhores dias virão, para todos nós.

Bj.

albana disse...

olá linda, passei para desejar uma boa semanita e deixar um abracito e um bjinho

albana